Blockchain: como esses 10 setores estão inovando com essa tecnologia

Blockchain: como esses 10 setores estão inovando com essa tecnologia

Nos últimos artigos, venho falando um pouco mais sobre a tecnologia Blockchain e como ela vem transformando o mundo à nossa volta, seja na forma como interagimos com o dinheiro, ou na forma como montamos e organizamos os processos de nossos negócios. 

A Transformação Digital não é uma questão de se, mas de quando. Por isso, hoje, gostaria de trazer para vocês alguns insights inovadores de uso da tecnologia Blockchain em 10 dos principais setores da sociedade. 

Essa lista, além de povoar a mente do leitor com formas de aplicação da tecnologia, ainda pode trazer um caminho importante para avaliar como o seu negócio pode se beneficiar desse novo paradigma, pensando a tecnologia com a simplicidade e prática que ela merece. Vamos lá? 

1. Setor financeiro

Não poderíamos começar por outro setor, se não o financeiro. Afinal, a tecnologia do Blockchain está intimamente ligada ao surgimento do Bitcoin e das criptomoedas. 

Pois bem, o uso do Blockchain nos bancos está só no começo e tem tudo para evoluir bastante nos próximos anos, principalmente se pensarmos na atuação central dos bancos: ser um depósito e centro de transferência de valores monetários. 

A tecnologia Blockchain, com seus livros-razão digitalizados, mais seguros e à prova de adulteração poderiam contribuir para esse ecossistema financeiro trazendo mais precisão, agilidade nas transações e transparência. 

Vamos a dois exemplos práticos dessa aplicação: 

O Credit Suisse fez parceria com a startup Paxos, de Nova York, para usar a tecnologia de Blockchain para liquidar negociações de ações dos EUA. A ação foi considerada um piloto importante para a realização de grandes transações entre instituições financeiras usando moedas digitais.

Já a empresa Ripple, fez parceria com mais de 300 clientes, incluindo instituições financeiras como Santander e Western Union, com o objetivo de melhorar a eficiência dos pagamentos internacionais. Sua plataforma xCurrent oferece aos bancos um protocolo de comunicação bidirecional que permite mensagens e liquidações em tempo real.

2. Setor de mobilidade

Carros por assinatura/aluguel 

Cresce cada vez mais o setor de carro por assinatura. Recentemente, a Renault inaugurou seu serviço direto de locação. Contudo, a experiência de alugar, comprar ou vender um veículo pode ser um processo longo e fragmentado em todos os lados de uma transação, entretanto o uso do blockchain pode mudar isso radicalmente.

Em 2015, a Visa fez parceria com a DocuSign  para um projeto piloto que usou Blockchain para agilizar o leasing de carros – transformando-o em um processo de “clicar, assinar e dirigir”.

Com a ferramenta, os clientes em potencial escolhem o carro que desejam alugar e a transação é registrada no livro-razão público do Blockchain. Então, do assento do motorista, o cliente assina um contrato de aluguel e uma apólice de seguro, e o Blockchain é atualizado com essas informações.

Compra e venda de veículos semi-novos

No segmento de compra e venda de automóveis usados, empresas como a carVertical, com sede na Estônia, estão implantando tecnologia de Blockchain para rastrear históricos de carros de maneira mais confiável para usuários que desejam comprar semi-novos. Basicamente o sistema registra os dados dos veículos de uma variedade de fontes, incluindo leasing e histórico de seguro, em um único livro-razão. Em seguida, usa os dados armazenados para gerar um relatório mais completo sobre o histórico do automóvel.

Veículos de transporte/Logística

Engana-se quem imagina que somente as transações digitais podem ser registradas e mapeadas por registros Blockchain. Veículos de logística e transporte também podem se beneficiar da tecnologia.

O Blockchain pode melhorar as transações, o rastreamento de remessas e o gerenciamento da frota, bem como proteger os ativos e aumentar a eficiência. Um bom exemplo é o uso da tecnologia no rastreamento de frotas que carregam alimentos. 

A partir do uso do Blockchain é possível observar se as condições de armazenamento seguro foram mantidas durante o transporte. Além disso, o sistema pode ajudar a otimizar as rotas, combinando caminhoneiros disponíveis e itens a serem entregues com caminhões em uma determinada região.

3. Setor de entretenimento

No setor de entretenimento, o uso do Blockchain está chegando para “tirar o sono” de gigantes do streaming, como Netflix e Youtube. Com a tecnologia é possível descentralizar a codificação, armazenamento e distribuição de conteúdo do vídeo, reduzindo, assim, drasticamente o custo do tráfego de vídeo. 

A  VideoCoin Network é um exemplo de empresa que já está trabalhando para liberar esse capital. A rede descentralizada fornece infraestrutura de vídeo em nuvem – codificação, armazenamento e distribuição – na forma de um mercado algorítmico ponto a ponto. Ele é executado em um novo Blockchain onde os clientes gastam VideoCoins para alugar esses serviços.

Indústria da Arte

Na indústria da arte também foi iniciado o uso do Blockchain e a “tokenização” como uma forma de aumentar o acesso global ao mercado de arte e reduzir os custos de transação.

Um exemplo prático foi a ação desenvolvida em 2018, pela galeria londrina Dadiani Fine Art, em parceria com a plataforma de Blockchain de investimento em arte Maecenas, para vender participações fracionárias nas “14 cadeiras elétricas” de Andy Warhol. O leilão foi executado usando um contrato inteligente na rede Ethereum.

No mundo da arte digital, tokens não fungíveis, ou NFTs, estão sendo usados ​​para certificar a propriedade de obras. Por exemplo, o artista Beeple usa NFTs, que são baseados na tecnologia de Blockchain, para criar uma assinatura única para cada peça de arte que vende, permitindo que ele rastreie cada trabalho, ganhe pagamentos de royalties e evite falsificações.

4. Setor de varejo

Atualmente, o senso de confiança dos consumidores no sistema de varejo está intimamente relacionado à sua confiança no mercado onde suas compras estão sendo feitas. Exemplo disso é que a confiança é um elemento-chave do sucesso da Amazon com os clientes.

O Blockchain poderia descentralizar essa confiança, deslocando essa segurança mais para os vendedores e menos aos próprios sites de marketplace.

Startups como o  OpenBazaar estão desenvolvendo utilitários de Blockchain descentralizados para conectar compradores e vendedores, sem um intermediário e as taxas associadas. Os clientes compram mercadorias usando qualquer uma das 50 criptomoedas, e os vendedores são pagos em uma variedade de criptomoedas diferentes.

A Louis Vuitton Moët Hennessy (LVMH) também inovou ao criar uma plataforma com a Microsoft e a startup de blockchain ConsenSys  para autenticar produtos de luxo por meio de Blockchain. AURA, como é chamada a plataforma, permite que os clientes rastreiem seus produtos desde o design até a distribuição, uma proteção adicional contra produtos falsificados e fraude.

Comércio eletrônico

O uso do Blockchain tem o potencial de transformar o comércio eletrônico, reduzindo os custos de transação e aumentando a segurança das transações. Gigantes do setor, como Walmart, Amazon e Alibaba, começaram a explorar essa tecnologia. 

O Alibaba, por exemplo, registrou uma patente para um sistema de transação baseado em Blockchain no Brasil em março de 2020.

Quando se trata de comércio global, o Blockchain pode desempenhar um papel útil na rastreabilidade, garantindo a prova de entrega e rastreando com segurança os detalhes do contrato, sem o risco de os dados serem alterados ou adulterados.

Comidas e bebidas

Na indústria de alimentos e bebidas, o Blockchain tem sido usado como uma plataforma de responsabilidade que pode ajudar a reduzir o recall de alimentos, produtos com rótulos incorretos. Por exemplo, o rastreamento baseado em Blockchain pode ser facilmente aplicado como um código QR que, quando escaneado, mostra a jornada completa de um produto até o carrinho de um cliente.

O Walmart e o Sam’s Club se juntaram à rede Food Trust da IBM, que usa um livro razão distribuído em Blockchain. Em 2018, os varejistas pediram aos seus fornecedores, especialmente os de vegetais com folhas verdes, para adicionar os dados de seus produtos ao livro-razão até 2019.

Nestlé e o Carrefour também estão testando um serviço semelhante com clientes para seu produto de purê de batatas Mousline, na França. Os consumidores podem obter acesso aos dados armazenados no blockchain do projeto digitalizando um código QR na embalagem do Mousline, permitindo que vejam como o produto viajou do agricultor à fábrica da Nestlé e à sua loja Carrefour.

5. Setor de infraestrutura

IoT Industrial

Várias empresas estão aproveitando a tecnologia de Blockchain para facilitar a integração IoT, ou seja, permitir que qualquer dispositivo conecte-se, interaja e faça transações de forma segura.

Em 2015, a IBM e a Samsung anunciaram um projeto-piloto chamado ADEPT, que usa tecnologia do tipo Blockchain para formar o backbone de uma rede descentralizada de dispositivos IoT. 

Com ele, um Blockchain serviria como um livro-razão público para uma grande quantidade de dispositivos, que não precisariam mais de um hub central para mediar a comunicação. Assim, os dispositivos seriam capazes de se comunicar de forma autônoma para gerenciar atualizações de software, bugs ou gerenciamento de energia.

Mais recentemente, empresas como Helium e NetObjex lançaram redes baseadas em blockchain para dispositivos IoT em infraestrutura de internet e transporte em cidades inteligentes, respectivamente.

Outros players estão focados na segurança da rede IoT. À medida que a infraestrutura crítica, como usinas de energia e transporte tornam-se equipadas com sensores conectados, há riscos de privacidade e segurança. Empresas como a Xage estão empregando livros à prova de violação do Blockchain para proteger os dados nessas redes de dispositivos industriais.

Gerenciamento de energia

Como acontece em outras indústrias, os livros-razão distribuídos podem minimizar (ou eliminar) a necessidade de intermediários, isso também se aplica ao gerenciamento de energia por parte dos Estados. Hoje, é necessária uma empresa distribuidora para fazer esse gerenciamento. 

Porém, empresas como a LO3 Energy  já estão repensando o processo tradicional de troca de energia. Com Pando da LO3 Energy, que roda na plataforma de Blockchain de código aberto Energy Web Chain, é possível que os clientes das empresas de serviços públicos façam transações em “esquemas de geração de energia descentralizada”, permitindo efetivamente que as pessoas gerem, comprem e vendam energia aos seus vizinhos.

Outras empresas também usaram o Blockchain para garantir acesso à energia renovável. Por exemplo, duas grandes empresas de energia espanholas – Acciona Energy e Iberdrola – estão usando Blockchain para certificar que a energia é limpa, rastreando suas origens.

6. Setor de agricultura e mineração

Agricultura e pecuária

Mais do que segurança e rastreabilidade, o Blockchain tem o potencial de ajudar a evolução do espaço agrícola. Um sistema de Blockchain descentralizado pode melhorar as transações, a expansão do mercado e a logística específica do produto em toda a cadeia de abastecimento.

AgriDigital é um exemplo de empresa que já está usando a tecnologia blockchain para digitalizar a compra, venda e armazenamento de grãos, com planos de adicionar outras commodities. Torna a gestão das relações, desde agricultores a corretores de ações, centralizada e segura.

Nos mesmos moldes, a tecnologia Blockchain está ajudando a pecuária. A empresa de segurança alimentar  Neogen fez parceria com a plataforma de Blockchain com foco em alimentos, Ripe Technology,  para usar a tecnologia com o objetivo de sintetizar a história dos animais, conectando dados, como o perfil genômico, a ração que come e seu histórico médico em um único local.

Outra startup, a Breedr, permite que os fazendeiros no Reino Unido rastreiem e armazenem dados sobre suas vacas por meio de um aplicativo móvel. Isso permite que os fazendeiros possam tomar melhores decisões de criação, fornecendo-lhes uma visão sobre o desempenho e o crescimento de animais individuais por meio de Blockchain. 

Mineração

O Blockchain também pode ser usado como uma força transformadora para a indústria de mineração. A tecnologia pode ajudar a rastrear o caminho que metais e minerais percorrem da mina ao fabricante, melhorando a colaboração e a rastreabilidade na cadeia de suprimentos.

Empresas como Ford e LG Chem estão implantando a plataforma Blockchain da IBM para rastrear cobalto – usado em baterias de íon-lítio – extraído da República Democrática do Congo. 

O ambiente regulatório para mineração também está ajudando a impulsionar uma compra responsável. Em janeiro de 2021, o Regulamento de Minerais de Conflito da UE entrou em vigor. O regulamento exige que os importadores da UE de estanho, tungstênio, tântalo e ouro (3TG) apenas adquiram os minerais de fontes responsáveis ​​e livres de conflito. 

Também colaborando com a IBM está a MineHub Technologies , com sede no Canadá, que está construindo uma plataforma baseada em Blockchain para digitalizar muitos dos procedimentos baseados em papel que fazem parte da cadeia de suprimentos de mineração.

As soluções de Blockchain podem ser essenciais para atender aos requisitos de visibilidade da cadeia de suprimentos da regulamentação.

7. Setor público

Votação

O setor público também pode ser muito beneficiado pelo uso de plataformas Blockchain. Nesse campo, podemos destacar o sistema de votação. Isso porque as eleições exigem autenticação da identidade dos eleitores, manutenção de registros seguros para rastrear votos e contagens confiáveis ​​para determinar o vencedor. 

Ao capturar votos como transações por meio de um Blockchain, governos e eleitores teriam uma trilha de auditoria verificável, garantindo que nenhum voto fosse alterado ou removido e nenhum voto ilegítimo fosse adicionado. 

A Follow My Vote , lançou recentemente no domínio público sua solução de votação Blockchain ponta a ponta com patente pendente. Agora, a startup está desenvolvendo um método baseado em Blockchain para ser usado na votação. A plataforma foi testada com capacidade limitada durante as eleições em Serra Leoa em 2018 e apresentou resultados próximos aos das contagens oficiais.

As ferramentas de Blockchain podem servir como uma infraestrutura básica para lançar, rastrear e contar votos – eliminando potencialmente a necessidade de recontagens e a fraude eleitoral. 

Transporte público

Os sistemas de transporte, principalmente das capitais, sofreram um estrangulamento com o crescimento vertiginoso das cidades. O uso da tecnologia Blockchain pode ajudar as cidades a entender melhor como seus residentes estão utilizando as opções de transporte público e melhorar a oferta. 

Por exemplo, o DOVU.com, com sede no Reino Unido, permite que os usuários compartilhem seus dados de transporte e deslocamento – incluindo como eles usam ônibus, trens, bicicletas e até mesmo quando andam a pé – por meio de um aplicativo apoiado por Blockchain que os recompensa com cripto-tokens. 

O Blockchain também pode contribuir para um sistema mais funcional. Por exemplo, um livro-razão público pode ser usado para armazenar e compartilhar informações sobre a eficiência ou pontualidade do veículo – informações que podem ajudar a otimizar rotas e horários.

8. Setor da saúde

A pandemia do Covid-19 expôs como os sistemas de troca de informações de saúde da população é frágil — ou simplesmente inexistente, em alguns casos. 

Não há dúvida de que uma melhor colaboração de dados entre os provedores pode significar diagnósticos mais precisos, tratamentos mais eficazes e cuidados mais econômicos.

O uso da tecnologia Blockchain pode permitir que hospitais, clínicas e laboratórios compartilhem o acesso a suas redes sem comprometer a segurança e a integridade dos dados.

HealthVerity  é um dos players que estão investindo nessa tecnologia para gerenciar permissões e direitos de acesso. Ao compartilhar as informações desse provedor entre si, essas empresas podem reduzir o trabalho, uma vez que os dados são armazenados e atualizados em um banco de dados compartilhado e acessível.

Enquanto isso, a Hashed Health está desenvolvendo um sistema de verificação de credenciais, baseado em Blockchain, assim os médicos podem provar que estão licenciados para operar em suas áreas.

Farmácia

A indústria farmacêutica não é conhecida por sua rápida capacidade de evolução. Apesar do foco do setor, há muita burocracia em torno de testes clínicos, aprovações dos órgãos reguladores, como a Anvisa e o FDA e muito mais.

Usar um livro razão de Blockchain pode criar um sistema mais eficiente, abrindo a porta para inovação mais rápida, melhor regulação e segurança, tanto na produção das drogas quanto nos dados médicos.

Isso porque, se forem cometidos erros, eles podem ser detectados e rastreados até a fonte, diminuindo o impacto do uso desses medicamentos.

Um exemplo de uso é a MediLedger que, em julho de 2020, anunciou planos de parceria com a Deloitte para expandir sua solução baseada em Blockchain para ajudar a rastrear e combater medicamentos Covid-19 falsificados.

9. Setor de educação 

Acesso à educação

Tanto no ensino básico, fundamental e médio, quanto no ambiente universitário, a verificação de credenciais acadêmicas continua sendo um processo basicamente manual (muita documentação em papel e verificação caso a caso).

A implantação de soluções de Blockchain na educação pode agilizar os procedimentos de verificação, reduzindo, inclusive, as reclamações de fraudes  na aquisição de créditos educacionais, como no caso do FIES.

A Sony Global Education, é um exemplo prático. Ela desenvolveu uma plataforma educacional em parceria com a IBM que usa Blockchain para proteger e compartilhar registros de alunos.

Bibliotecas

Os usos potenciais para Blockchain em bibliotecas podem ajudá-las a expandir seus serviços, construindo um arquivo de metadados aprimorado, desenvolvendo um protocolo para apoiar coleções baseadas na comunidade e facilitando um gerenciamento mais eficaz de direitos digitais.

O trabalho de Sandra Hirsh e Susan Alman na SJSU chamou a atenção do Centro para o Futuro das Bibliotecas, da American Library Association. Eles trabalharam com a ALA em um projeto de livro envolvendo estudos de caso de como o Blockchain está afetando as bibliotecas e o que será realizado no futuro.

10. Setor de infraestrutura de TI

Cloud Computing e Storage

Os serviços em nuvem exigem vastos recursos e capacidade de armazenamento de dados. A tecnologia Blockchain pode ajudar a facilitar serviços de nuvem mais descentralizados, aumentando a conectividade, segurança e poder computacional.

Por exemplo, a Salesforce, lançou o Salesforce Blockchain. O produto se baseia no software CRM pelo qual a Salesforce é conhecida por seus contratos inteligentes e compartilhamento de dados baseado em Blockchain.

As empresas que oferecem armazenamento em nuvem geralmente protegem os dados dos clientes em um servidor centralizado, o que pode significar maior vulnerabilidade da rede contra ataques de hackers. 

As soluções de armazenamento em nuvem Blockchain permitem que o armazenamento seja descentralizado e, portanto, menos sujeito a ataques que podem causar danos sistêmicos e perda generalizada de dados.

A Storj é outro exemplo que  oferece uma rede de armazenamento em nuvem habilitada para Blockchain para melhorar a segurança e reduzir os custos de transação de armazenamento de informações na nuvem. Os usuários também podem alugar seu espaço de armazenamento digital não utilizado de maneira ponto a ponto, potencialmente criando um novo mercado para capacidade de armazenamento em nuvem crowdsourced.

Identidade na rede e DNS

Na internet atual, é difícil estabelecer sua verdadeira identidade. Além disso, suas informações pessoais residem nos servidores das empresas dos aplicativos que você utiliza, e com pouca interoperabilidade. Ou seja, mesmo usando o Facebook como um login,  ele só leva você até aqui. Plataformas como o Serto trabalham para que, no futuro, sua identidade possa ser facilmente carregada com você pela Internet.

Já a IBM oferece uma ferramenta de gerenciamento de identidade habilitada para Blockchain chamada IBM Verify Credentials. O sistema descentralizado permite que certas organizações confiáveis ​​emitam credenciais para usuários, que podem então usá-las para provar suas identidades para outras organizações, aumentando a privacidade pessoal e agilizando o processo de verificação.

Conclusão

Depois dessa imersão em boas práticas de tecnologia, podemos concluir que a Transformação Digital passa, com toda certeza, pela adoção de soluções em Blockchain. 

Esses são somente os 10 principais setores que, hoje, estão inovando no uso dessa tecnologia. Com certeza, daqui para frente, veremos cada vez mais grandes players do mercado transformando seus negócios com a implementação de soluções descentralizadas, operacionalizando o uso do Blockchain. 

Por isso, é tão importante ficar de olho nas novidades que cada setor traz. Em momentos de revolução digital, estacionar no tempo é receita certa para o fracasso. 

Quer ficar por dentro das novidades em tecnologia? Assine nossa newsletter e receba no seu e-mail nossos conteúdos! 

Comments are closed.